/

Sessões 10 e 11 de restauro da 0111

Dias 24 de Fevereiro e 10 de Março foram mais duas sessões importantes na longa caminhada da 0111 para a merecida reabilitação. Nem as ameaças de chuva e mau tempo demoveram os nossos voluntários de aportarem o seu contributo numa fase particularmente importante como a que decorre, de identificação, tratamento e restauro da chapa.

A serralharia ocupa por esta altura grande parte das nossas atenções. Com equipamento próprio, dedicamos atualmente cerca de 75% do esforço disponível para trabalhos de chapa. Toda a carroçaria sofre das maleitas típicas de composições que circularam durante quase 60 anos e onde boa parte da sua vida foi passada sob a ameaça de uma desativação próxima. Estamos a encontrar problemas sem dúvida antigos e outros mais recentes, causados pelo infeliz abandono a que a unidade foi condenada após a sua desativação comercial.

Iremos substituir secções bastante grandes de chapa, fundamentalmente ao nível do chão da automotora, local de acumulação de água entrada pelas janelas. Essa identificação e projeto estão já concluídos. A identificação de zonas de ferrugem recuperáveis tem sido acompanhada de um trabalho de remoção de ferrugem e posterior tratamento da superfície com primário para metal, assegurando a sua correta preservação até a momento posterior em que toda a caixa seja preparada para tratamento definitivo e pintura.

No interior continua o árduo trabalho de limpeza de superfícies. Todos os painéis laterais dos salões estão tratados, o mesmo acontecendo com parte do tecto. O intuito é preparar o interior para pintura, após conclusão dos muitos trabalhos estruturais ainda em curso.

Na desmontagem de mais alguns painéis para permitir acesso à chapa a partir do interior encontrámos mais um elemento interessante de reconstituição histórica das automotoras – nos vestíbulos junto às portas de entrada, por baixo dos painéis de contraplacado mais recentes, encontra-se a cor original aplicada na fábrica, pintada diretamente sobre a estrutura de madeira então realizada, de cor laranja.

Voltaremos ao trabalho dia 24 de Março. Reforçamos o pedido de ajuda a todos quantos nos acompanham e considerem meritório o trabalho de restauro da 0111, apelando à compra da edição impressa da Trainspotter. Adquiri-la é fomentar a preservação ferroviária. Edições disponíveis em: https://www.caminhosdeferro.pt/loja/



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *