Desconfinando na Nohab

Após três meses de ausência devido à situação sanitária no país, voltámos ao trabalho na nossa tão querida Nohab 0111, no Museu Nacional Ferroviário, no passado dia 13 de Junho, dia de Santo António.

Com os redobrados cuidados a que os dias de hoje se prestam, centrámos a nossa atenção na que seria possivelmente a secção de chapa mais degradada da automotora, numa das laterais, e onde a pobre automotora sueca tinha um enorme rasgão e alguns reforços estruturais profundamente corroídos.

O trabalho de minúcia obriga a cuidados redobrados e a sessão terminou com os reforços repostos de novo e toda a área tratada contra a corrosão, de modo a que a aplicação final da chapa nova na carroçaria possa ser feita numa próxima sessão de trabalho, agendada para início de Julho.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *