Comunicado – Resguardo de material circulante com interesse histórico

A APAC remeteu hoje para as entidades directamente interessadas um ofício que explicita as nossas preocupações com o resguardo de material circulante histórico, uma tema de grande relevância e que urge conhecer uma solução definitiva. Factos recentes como o incêndio nas antigas oficina de Vila Real de Santo António, que consumiram exemplares de imprescindível interesse histórico, devem motivar uma reflexão e acções concretas para evitar novas perdas no futuro. Várias outras localizações desprotegidas existem na rede ferroviária albergando material circulante já segregado para fins museológicos ou identificado como tendo interesse para tal e que não oferecem nem as condições de preservação nem de segurança para o seu resguardo.

Consideramos que o trabalho realizado pelas instituições até aqui foi já de grande monta – apesar de algumas perdas irreparáveis pelo caminho que não deixámos de assinalar – e que pela frente existe um trabalho da maior importância mas já de menor escala para garantir que os veículos que estão identificados como tendo interesse histórico possam ser resguardados em locais seguros e adequados, independentemente do horizonte temporal que possam ou não ter para incorporação em exposição ou outras formas de valorização patrimonial.

Por isso, a APAC motiva a CP, IP Património e Museu Nacional Ferroviário a trabalharem em conjunto na identificação de locais para instalação das reservas de material circulante e a movimentação do material identificado e ainda por incorporar para tais instalações, disponibilizando-se para contribuir para os planos de acção a realizar e a envolver a sociedade civil, que do nosso ponto de vista deve também não apenas ser chamada a envolver-se como fazê-lo proactivamente.

Definimos como uma das prioridades estratégicas da associação o tratamento destes temas e incentivamos os nossos associados e demais interessados a juntarem-se a nós quer em projectos em curso (como o restauro da Nohab 0111) como para implementar novos projectos neste muito alargado âmbito. Para se associar à nossa Associação, visite a secção “Torne-se Sócio“. Para se associar aos nossos projectos de preservação, contacte preservacao@caminhosdeferro.pt

Deixe uma resposta